Mais um grande estudo confirma os benefícios dos cigarros eletrônicos

Publicado:

Tempo de leitura: 2 minutos

Um conjunto crescente de evidências mostra que os cigarros eletrônicos são muito mais seguros do que fumar e a ferramenta de cessação mais eficaz disponível. Na verdade, estas conclusões são tão fortemente apoiadas pelos dados que alguns especialistas “não esperam que mais evidências alterem estes resultados”. É o que afirma a Colaboração Cochrane, um grupo internacional de 30.000 cientistas que publica análises de alta qualidade das evidências sobre uma variedade de tópicos de saúde pública.

A Cochrane publicou recentemente uma atualização de sua revisão em andamento das evidências sobre a vaporização de nicotina como estratégia para parar de fumar. Os revisores examinaram 319 estudos envolvendo quase 160 mil adultos que fumavam. Em comparação com vários medicamentos prescritos e terapias de reposição de nicotina (TRNs), a vaporização foi a intervenção mais eficaz. Eles resumiram seus resultados desta forma:

Descobriu-se que os cigarros eletrônicos ajudam cerca de 14 em cada 100 fumantes a parar de fumar a longo prazo, em comparação com 6 em cada 100 que tentam parar de fumar sem nenhum dos meios para parar de fumar estudados… A revisão estima que cerca de 12 em cada 100 pessoas usam duas formas de TRN juntas desistirá com sucesso, em comparação com cerca de 9 em cada 100 pessoas que usam apenas um tipo.”

A cessação entre os fumantes que mudaram para o vaping (que variou de 10 a 19 tentativas bem-sucedidas de parar de fumar por 100 pessoas) parece estar aumentando rapidamente. A revisão anterior da Cochrane, publicada há apenas 10 meses, descobriu que algo entre oito e 12 fumantes que tentam vaporizar acabam parando de fumar.

É importante ressaltar que a Cochrane não incluiu nenhuma pesquisa publicada depois de abril de 2022. Isso foi necessário para permitir aos autores tempo suficiente para revisar todos os estudos incluídos; no entanto, pesquisas bem elaboradas publicadas desde aquela data limite mostraram que a vaporização promove a cessação mesmo quando os fumantes têm pouco interesse em parar e não recebem orientação de um médico ou outro profissional de saúde.

Embora os autores da Cochrane recomendassem que mais pesquisas fossem feitas, não houve evidência de eventos adversos graves (EAGs) relacionados à vaporização em nenhum dos 319 estudos que avaliaram. Qualquer pessoa que afirme que a vaporização da nicotina acarreta sérios riscos para a saúde não está baseando essa conclusão na ciência disponível.

Mesmo os grupos de saúde pública que desencorajam adultos que fumam a usar cigarros eletrônicos, como a American Lung Association, admitiram que isso comporta significativamente menos riscos para a saúde do que os cigarros.

A imprensa adora publicar histórias assustadoras sobre os cigarros eletrônicos. Do EVALI ao “pulmão pipoca” e até à disfunção eréctil, os repórteres amplificaram todas as narrativas falsas sobre vapes de nicotina, enganando gravemente as pessoas que fumam sobre um produto que poderia salvar as suas vidas. Mas quando uma instituição de saúde pública amplamente respeitada publica “evidências de alta certeza” de que a vaporização promove a cessação, a imprensa não tem quase nada a dizer.

A cobertura mediática da revisão Cochrane tem sido escassa até agora. Coube a alguns meios de comunicação regionais americanos relatar os resultados. Até o momento em que esta publicação foi escrita, nenhum meio de comunicação importante – CNN, Associated Press, Fox News, ABC, NBC, CBS – publicou uma única palavra sobre a crítica. Por que a mídia não iria querer contar aos tabagistas sobre uma tecnologia que poderia prolongar suas vidas e melhorar sua saúde está além da minha compreensão.

Por enquanto, cabe aos consumidores informados e aos meios de comunicação alternativos dizer a verdade sobre a vaporização da nicotina.

Artigo original publicado na HQ Magazine.

Outros artigos

Reino Unido proibirá vapes descartáveis, restringirá sabores e fará mais coisas estúpidas

O governo do Reino Unido decidiu que proibirá os vaporizadores descartáveis ​​e sugere que proibirá os sabores dos vaporizadores. Isto irá desencadear mais tabagismo, mais comércio ilícito e mais soluções alternativas.

9 fatos e mitos sobre o vaping de acordo com o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido

Menos prejudiciais do que fumar, ajudam contra o tabagismo, menos nicotina que os cigarros e outros fatos que o Brasil ignora sobre o vaping.

FDA divulga dados de 2023 dos EUA com queda no tabagismo e no uso de vape adolescente após regulamentação

Tabagismo adolescente é o menor de todos os tempos e o consumo de cigarros eletrônicos continua caindo.

Colégio Real de Psiquiatras da Austrália e Nova Zelândia declara que vapes são alternativa mais segura do que o consumo de tabaco

Instituição declara que o vaping pode ser prescrito para pessoas adultas que fumam como forma de tratamento contra o tabagismo.

4 milhões de brasileiros já usaram cigarro eletrônico no Brasil e a maioria vê propaganda na TV

O relatório Covitel 2023 coletou informações de 9 mil pessoas, com 18 anos ou mais, entre janeiro e abril de 2023, e traz informações...

Manifestação a favor da regulamentação dos cigarros eletrônicos ocorre nesta sexta-feira em Brasília

Consumidores foram convocados a se concentrarem na frente do prédio da ANVISA a partir das 9h de sexta-feira (1º)

Newsletter

- Receba notícias em seu email

- Não compartilhamos emails com terceiros

- Cancele quando quiser

Últimas notícias

A desinformação sobre os cigarros eletrônicos faz vítimas reais

O estigma contra os produtos e consumidores vem causando danos graves na vida das pessoas.

Globo compartilha informações falsas em editorial que faz campanha contra cigarros eletrônicos

Contra seu próprio princípio editorial de isenção, Globo toma partido contra a regulamentação do vape no Brasil, usando informações falsas para causar pânico moral.

Apoiar a proibição dos cigarros eletrônicos no Brasil é apoiar o terrorismo

Cidadão Sírio que morou em Belo Horizonte financiou ações terroristas graças ao contrabando de cigarros eletrônicos no Brasil.

COP10 é cancelada em meio a acusações de censura, controvérsias e protestos no Panamá

Evento da OMS criticado por não permitir acesso a interessados contrários aos temas foi prejudicado pela agitação no país.

Quem é contra a regulamentação do vape no Brasil?

Organizações de saúde estão fazendo campanha contra a regulamentação dos cigarros eletrônicos no Brasil.