FDA muda discurso e admite que o vaping não aumenta risco para o Covid-19

Publicado:

Tempo de leitura: < 1 minutos

O FDA – Food and Drug Administration é a autoridade do Governo dos EUA responsável pela proteção e promoção de saúde no país, principalmente em relação a alimentos, remédios e tabaco.

No último mês o órgão havia divulgado que tanto fumantes quanto consumidores de vaporizadores com condições de saúde pré-existentes tinham mais chance de agravamentos por conta do Covid-19, colocando quem usa os cigarros eletrônicos no mesmo patamar de quem fuma cigarros convencionais.

Agora o órgão alterou sua postura e declarou que “cigarros eletrônicos podem expor os pulmões a produtos tóxicos, mas se esta exposição aumenta o risco para o Covid-19 não é sabido.”

Mudar a posição partindo de uma certeza de aumento de risco para uma incerteza é algo muito relevante, já que nos EUA há um forte lobby contra os cigarros eletrônicos.

Sempre devemos lembrar que cigarros eletrônicos não são saudáveis e eles expõem os consumidores a riscos. Os aparelhos só são recomendados para fumantes que não querem ou não conseguem parar de fumar através das estratégias clássicas como força de vontade, adesivos, gomas de mascar e remédios, preferencialmente realizando uma troca total do consumo de cigarros para o de vaporizadores.

Infelizmente estes métodos possuem um índice de sucesso muito baixo, alguns estudos indicam 30%, outros apenas 7%. Na melhor das hipóteses, 7 em cada 10 pessoas não conseguem parar de fumar através deles. Para estas pessoas o cigarro eletrônico pode ser uma alternativa.

A notícia à respeito da mudança de postura do FDA pode ser conferida no link abaixo:

https://www.bloomberg.com/news/articles/2020-04-16/fda-shifts-its-covid-19-stance-on-vaping-smoking-impact

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Outros artigos

Cientista é banido de conferência sobre cigarros eletrônicos por difamação de organização anti-vaping

O sociólogo norueguês Karl Erik Lund foi banido de uma conferência que ajudou a organizar por conta de acusações infundadas.

Procura-se morte por cigarros eletrônicos e paga-se bem

Que tal ganhar mais de 30 mil reais provando que os cigarros eletrônicos já provocaram alguma morte no mundo?

A ideia de que os sabores dos cigarros eletrônicos fisgam as crianças é simples, convincente – e falsa.

Cigarros eletrônicos com sabores são motivo de muito debate, mas em muitos casos acabamos por ter que usar o princípio da assimetria da besteira.

A lei brasileira sobre os cigarros eletrônicos e o panorama do país nos dias atuais

Conheça em detalhes a lei brasileira sobre cigarros eletrônicos e a situação geral do país em relação aos produtos.

Newsletter

- Receba notícias em seu email

- Não compartilhamos emails com terceiros

- Cancele quando quiser

Últimas notícias

Paulo Jubilut, biólogo famoso com mais de 2.5 milhões de inscritos no Youtube, divulga vídeo com fake news sobre o vape

Da quantidade de nicotina no vape e nos cigarros até Acetato de Vitamina E, o biólogo não fez a pesquisa necessária para tratar do tema.

Decisão da ANVISA sobre cigarros eletrônicos pode ser anulada pela câmara dos deputados

Ex-diretora Cristiane Jourdan é acusada de "politização do processo" e "revanchismo" na tentativa de manter o cargo.

Vape é oportunidade de colaboração entre indústria e governo para combater tabagismo

Estudos apontam que o cigarro eletrônico desempenha importante papel na redução de danos do tabaco, apoiando a prevenção de recaídas e crises de abstinência; caso da Nova Zelândia é considerado exemplar

Aumenta a certeza de que DEFs são mais eficazes para parar de fumar do que adesivos e gomas de mascar de nicotina

Conclusão foi da Biblioteca Cochrane, referência no mundo em revisão de pesquisas de saúde.

Vídeo mostra que falta de regulação do mercado vaping estimula trabalho infantil na China

O mercado não regulado de vaporizadores alimenta uma indústria ilegal que explora crianças.