Odysee

Estudo aponta que nicotina pode proteger contra o Covid-19

Publicado:

Tempo de leitura: 2 minutos

Na contramão do que poderia ser óbvio, fumantes ao redor do mundo estão sendo contaminados pelo Covid-19 em um ritmo muito menor que resto da população. Isso fez com que um estudo fosse realizado na França que acabou indicando um potencial papel protetor da nicotina contra a nova doença.

O estudo realizado em um grande hospital da França indica que uma substância do tabaco, provavelmente a nicotina, pode estar impedindo que pacientes fumantes sejam contaminados com o Covid-19.

A França é um país com uma alta prevalência de tabagismo com um percentual acima de 30% da população, portanto estatisticamente deveriam haver números proporcionais de fumantes contaminados com o Corona Vírus.

Porém no hospital Pitié-Salpêtrière de 480 pacientes contaminados, apenas 4.4% eram tabagistas.

Outro estudo, desta vez feito na China e publicado em Março no New England Journal of Medicine já sugeria essa tendência pois contabilizou apenas 12.6% de fumantes infectados após analisar 1000 pacientes. A prevalência de tabagismo na China é de 28% da população.

O renomado neurobiologista Jean-Pierre Changeux revisou o estudo e sugeriu que a nicotina pode ser a causadora desta proteção. Ele apresenta a hipótese que a substância pode estar impedindo ou pelo menos dificultando a retenção do vírus no organismo porque ela se liga no mesmo receptor celular que o Covid-19, ocupando o espaço que o vírus está tentando usar.

Os pesquisadores já solicitaram autorização do Governo Francês para iniciar estudos clínicos com adesivos de nicotina, o que indica seriedade e comprometimento em estudar a questão.

Mas isso não quer dizer que você deve começar a fumar, longe disso, já que apesar de parecer que a nicotina protege o sistema contra o vírus, os fumantes que sejam realmente infectados possuem muito mais chances de agravamento da doença por conta do papel tóxico que o fumo tem nos pulmões.

Também não sugerimos que você comece a usar cigarros eletrônicos caso não seja fumante, pois apesar de serem produtos comprovadamente pelo menos 95% menos prejudiciais que fumar, ainda não são livres de riscos.

Se confirmada, é uma excelente notícia para o mundo já que a nicotina quando utilizada de forma isolada e longe dos cigarros não causa doenças e pode ser uma alternativa para o combate ao Covid-19.

Para nós vapers, é uma notícia sensacional, já que consumimos nicotina de forma muito menos prejudicial que fumar, mas mesmo assim lembre-se que trata-se de uma possibilidade e não há nada 100% confirmado, então é de suma importância que continue ficando em casa e adotando todos os métodos de segurança para combater a pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias relacionadas

DIY – Fabricar líquidos para cigarros eletrônicos em casa

Consumidores estão optando por fazer líquidos para vaporizadores em casa, conheça as vantagens e os riscos.

Cigarros eletrônicos para novatos

Vídeo didático com as principais informações sobre cigarros eletrônicos.

FAÇA A DIFERENÇA! PETIÇÃO para a ANVISA liberar o comércio de vape no BRASIL

Assine e participe do movimento de consumidores que quer regular o comércio no Brasil.

Entrevista do Vapor Aqui no Tec Mundo

Criador do projeto é entrevistado pelo maior portal de tecnologia do Brasil.

Cigarros eletrônicos NÃO entregam mais nicotina que o cigarro convencional

Uma importante informação compartilhada entre especialistas que simplesmente não é verdade.

A EVALI nunca teve relação com os vaporizadores de nicotina consumidos no Brasil

O que realmente aconteceu e como a mídia está divulgando informações falsas.

Newsletter

- Receba notícias em seu email

- Não compartilhamos emails com terceiros

- Cancele quando quiser

Últimas notícias

A EVALI nunca teve relação com os vaporizadores de nicotina consumidos no Brasil

O que realmente aconteceu e como a mídia está divulgando informações falsas.

Guia completo sobre segurança de pilhas

Evite acidentes, saiba os conceitos básicos de segurança para vaporizadores.

Especialistas criticam relatório da ANVISA sobre cigarros eletrônicos

Documento aponta falhas graves no relatório desenvolvido pela área técnica da ANVISA.

Como soltar peças presas do atomizador?

Saiba como resolver um problema comum dos consumidores.

Como trocar a proteção de pilhas

As pilhas utilizadas no vaping possuem capas de PVC para proteção que podem se desgastar com o tempo e...

Carregando corretamente seu vaporizador

Uma questão importante de segurança que pode evitar acidentes.

Diretores da ANVISA aprovam relatório que sugere manter a proibição do comércio de cigarros eletrônicos no Brasil

Diretores da ANVISA aprovam relatório que sugere manter a proibição do comércio de cigarros eletrônicos.

Muito JOIO, pouco TRIGO, entenda a guerra contra os cigarros eletrônicos no Brasil

Entenda a guerra de jogo de interesses travada contra os cigarros eletrônicos no Brasil.