A epidemia de vaping entre os jovens americanos é só marketing?

Publicado:

Tempo de leitura: < 1 minutos

Pudemos conferir de perto, durante o evento E-cigarette Summit em Londres na Inglaterra, o painel de Clive Bates, ex-diretor da entidade Action on Smoke and Health e hoje diretor da entidade Counterfactual, uma agência de consultoria para sustentabilidade e saúde pública.

Clive Bates demonstrou estatísticas que comprovam que os EUA não enfrentam uma epidemia de uso de cigarros eletrônicos entre os jovens e sim um falso marketing da situação.

Os dados oficiais mostram que 20.8% dos jovens americanos e são sempre apresentados como o percentual de “jovens usuários de cigarros eletrônicos” o que é uma falácia. Em sua apresentação Clive Bates mostra que na verdade destes 20.8% apenas 0.6% equivalem a jovens que nunca fumaram e que fazem uso frequente dos produtos, exatamente o quadro que se tenta evitar e que muitos que são contra o vaping utilizam de argumento para condenar os aparelhos.

Aqueles que também nunca fumaram, mas utilizam os aparelhos apenas ocasionalmente, representam outros 4,7%.

A grande maioria, representando 15.5% são jovens que se declararam tabagistas, sendo 5.2% deste total compostos por aqueles que fazem uso frequente e 10.3% que fazem uso esporádico, o que de uma forma ou de outra significa uma diminuição de riscos e consequente ganho na saúde.

Desta forma, quando recebemos a informação de que 20,8% dos jovens americanos são usuários de cigarros eletrônicos, a verdade é que deste total apenas 0,6% representam uma situação de real preocupação enquanto 15.5% são jovens que já eram fumantes e estão de uma forma ou de outra se afastando do tabaco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Outros artigos

Cientista é banido de conferência sobre cigarros eletrônicos por difamação de organização anti-vaping

O sociólogo norueguês Karl Erik Lund foi banido de uma conferência que ajudou a organizar por conta de acusações infundadas.

Procura-se morte por cigarros eletrônicos e paga-se bem

Que tal ganhar mais de 30 mil reais provando que os cigarros eletrônicos já provocaram alguma morte no mundo?

A ideia de que os sabores dos cigarros eletrônicos fisgam as crianças é simples, convincente – e falsa.

Cigarros eletrônicos com sabores são motivo de muito debate, mas em muitos casos acabamos por ter que usar o princípio da assimetria da besteira.

A lei brasileira sobre os cigarros eletrônicos e o panorama do país nos dias atuais

Conheça em detalhes a lei brasileira sobre cigarros eletrônicos e a situação geral do país em relação aos produtos.

Newsletter

- Receba notícias em seu email

- Não compartilhamos emails com terceiros

- Cancele quando quiser

Últimas notícias

Paulo Jubilut, biólogo famoso com mais de 2.5 milhões de inscritos no Youtube, divulga vídeo com fake news sobre o vape

Da quantidade de nicotina no vape e nos cigarros até Acetato de Vitamina E, o biólogo não fez a pesquisa necessária para tratar do tema.

Decisão da ANVISA sobre cigarros eletrônicos pode ser anulada pela câmara dos deputados

Ex-diretora Cristiane Jourdan é acusada de "politização do processo" e "revanchismo" na tentativa de manter o cargo.

Vape é oportunidade de colaboração entre indústria e governo para combater tabagismo

Estudos apontam que o cigarro eletrônico desempenha importante papel na redução de danos do tabaco, apoiando a prevenção de recaídas e crises de abstinência; caso da Nova Zelândia é considerado exemplar

Aumenta a certeza de que DEFs são mais eficazes para parar de fumar do que adesivos e gomas de mascar de nicotina

Conclusão foi da Biblioteca Cochrane, referência no mundo em revisão de pesquisas de saúde.

Vídeo mostra que falta de regulação do mercado vaping estimula trabalho infantil na China

O mercado não regulado de vaporizadores alimenta uma indústria ilegal que explora crianças.