Image default
Aparelhos Mídia Notícias Vapor Gourmet Vídeos

Análise – Vaporesso – Osmall

O Vaporesso Osmall é mais um POD System que analisamos no Vapor Aqui, aparelhos compactos voltados preferencialmente para uso de Nicsalt e uma entrega de tragada mais restrita para imitar a forma mais real do ato de fumar.

Além desta matéria escrita, temos também uma análise em vídeo publicada no nosso canal do YouTube, caso prefira, assista abaixo:

AGRADECIMENTOS


O Vaporesso Osmall foi encaminhado pela White Cloud Brasil para nossa análise completa, justa e honesta a qual agradecemos e pedimos a você que seja recíproco apoiando as marcas que enviam produtos para análise, para isso basta conhecer o site da marca e seguir-los nas redes sociais.

Lembrando que temos cupom de desconto com a White Cloud Brasil usando o código VAPORAQUI.

INTRODUÇÃO


A Vaporesso é uma das mais conceituadas e famosas marcas de vaping no mundo e quando lança algum produto novo é sempre bom ficar de olho pois há grandes chances de ser algo que vai conquistar muitos consumidores.

Com a premissa de entregar grande sabor e permitir a utilização de juices com qualquer blend de VG/PG, inclusive líquidos mais viscosos, o Vaporesso Osmall oferece um design minimalista cujo maior atrativo é o preço, custando apenas U$ 10,00 no mercado americano.

A questão do preço e consequentemente do seu custo de produção torna-se bastante evidente nas decisões técnicas que levam o produto a ter algumas características que deixam a desejar quando comparado com aparelhos mais caros, mas você recebe por aquilo que se paga e no geral os sacrifícios feitos não comprometem a qualidade geral do produto.

UNBOXING


Abrindo a caixa temos o Osmall já com o cartucho instalado e infelizmente não há cartucho extra o que é o ponto mais negativo do produto e aparentemente o maior sacrifício que a Vaporesso fez para torná-lo mais barato.

Entendo que é uma decisão estratégica, mas eu preferia pagar 30% a 40% a mais e ter um cartucho extra do me ver em pouco tempo sem a possibilidade de usar o produto porque o cartucho ficou gasto.

Também recebemos um cabo USB para carregamento, certificado de garantia e instruções para conferir se o produto é original além de um manual em várias línguas que oferece todas as informações necessárias, mas infelizmente não temos nele o Português.

Apesar disso, o funcionamento do produto é muito simples e se você já usou algum POD na vida vai saber o que fazer, senão, continue lendo para descobrir.

O VAPORESSO OSMALL


Recebemos o aparelho na cor vermelha escura e ele também é apresentado em outras 7 cores sendo preta, azul escura, cinza, vermelha, rosa, azul e amarela.

O Vaporesso Osmall é um POD que oferece um sistema diferenciado de algodão, chamado de “Flax Cotton” que promete muito sabor e alta absorção inclusive de líquidos mais viscosos.

Com design minimalista, seu chip Omni Board apresenta 4 sistemas de proteção: curtos circuitos, baixa tensão, baixa carga e sobre carga e tempo de acionamento de no máximo 5 segundos.

Com um formato já clássico entre os PODs, é retangular e arredondado nos cantos possuindo 84.2 mm x 26.5 mm x 13.4 mm e pesando apenas 18 g por ser feito todo de plástico, o que é tanto um pro quanto um contra. O plástico sem dúvida torna o produto mais leve, mas também deixa de oferecer um produto mais sofisticado.

Apesar de todo em plástico, o corpo do POD é texturizado em alto relevo, o que sem dúvida ajuda na pegada e na sensação tátil, além de mais segurança na hora do uso isso o torna muito agradável ao toque.

O Osmall tem uma porta micro-USB para carregamento que infelizmente não é do tipo C, mais moderna e que está presente em muitos outros aparelhos concorrentes, mas temos que lembrar novamente que o Osmall é um aparelho voltado ao baixo custo e isso com certeza foi outra decisão para baratear o produto.

O led indicador é bem pequeno e discreto, servindo para avisar das principais funções do aparelho e infelizmente tem apenas uma cor e nenhuma indicação de carga de bateria, portanto não se sabe qual é a autonomia que temos durante o uso, mais um dos pontos negativos do produto e novamente entende-se que foi uma decisão para cortar custos.

Possui um cartucho na cor escura com capacidade máxima de 2 ml de líquido em que o refilamento é feito através de um orifício fechado com uma borracha que impede vazamentos. Na parte inferior temos o orifício de airflow e em uma lateral a borracha para vedação do buraco de refilamento, com a palavra “regular” e a informação de 1.2 ohms gravadas.

Não encontramos nenhuma oferta de cartuchos com outro valor de resistência, portanto aparentemente a Vaporesso optou por usar cartuchos apenas de 1.2 ohms no Osmall.

O cartucho é conectado no aparelho através de imãs, ficando bem preso, mas oferecendo um mínimo jogo que é nítido durante o uso, mas que não atrapalha no dia a dia. Ele tem o já característico formato anatômico que muitos outros produtos oferecem, se encaixando perfeitamente na boca o que ajuda muito na experiência e torna tudo muito agradável.

O aparelho oferece 11 watts constantes de potência com uma bateria de apenas 350 mah de autonomia, um dos pontos mais fracos do aparelho. Para título de comparação, o IO da Innokin analisado aqui no Vapor Aqui e com praticamente metade do tamanho do Osmall possui uma bateria de 310 mah enquanto concorrentes de mesmo tamanho como o Renova Zero possui uma bateria de 650 mah, mais do que o dobro, mas isso aparentemente foi outra escolha tática para baratear o produto, novamente, você recebe por aquilo que se paga.

Duas boas notícias é que o Vaporesso Osmall permanece com 11 watts constantes o que é uma informação que às vezes não recebe o devido crédito, isso significa que ele não vai ficar fraco quando a bateria atingir meia carga, o que acontece com alguns aparelhos e é nítida a mudança de experiência na tragada, que pode ficar muito fraca e insuficiente para algumas pessoas, isso é o caso do Innokin que mencionei.

A segunda boa notícia é que ele tem tecnologia pass-through o que significa que ele pode ser usado enquanto carrega.

A EXPERIÊNCIA DE USO


Apesar de ser todo em plástico, não oferece uma sensação de material barato, por ser extremamente leve e bastante pequeno, é muito agradável no uso principalmente pelo bocal anatômico, além de ter um corpo texturizado que oferece uma pegada melhor e mais segura.

Sua tragada é um MTL ou boca-pulmão levemente arejada e até permite uma tragada direta restrita, apesar de não ser objetivo deste tipo de aparelho, sendo a tragada fechada mais apropriada para uso de Nicsalt ou Freebase em maiores concentrações, como é esperado de um POD.

Ele não é extremamente restrito, mas isso não pode ser considerado um ponto negativo já que a maioria dos PODs do mercado não oferecem uma tragada realmente restrita como encontramos em atomizadores especificamente voltados ao MTL.

O sabor é realmente muito satisfatório e surpreendente, perfeito para provar aquele juice que você deseja buscar todas as notas e nuances, sendo o ponto mais alto do produto e fazendo com que todas as suas falhas resultado do barateamento da produção sejam perdoadas.

Também não enfrentei vazamentos, spitbacks ou alterações de sabor no uso diário, com a coil seguindo valentemente por cerca de 20 dias usando líquidos Nicsalt de boa qualidade e inclusive juices Freebase 70/30 que mostraram que o sistema especial de algodão consegue lidar sem problemas com líquidos mais viscosos, o que funciona de forma excepcional.

O carregamento de juice é fácil e não necessita de adaptadores ou ferramentas especiais, devendo inserir a ponta do frasco no orifício de refilamento e inclinar levemente o cartucho para correto preenchimento. Lembre-se sempre de deixar o líquido assentar por alguns minutos antes de usar pela primeira vez para que o algodão possa saturar corretamente e evitar queimá-lo, isso é mais vital ainda no caso do Osmall já que você só recebe um cartucho com o produto.

A bateria tendo apenas 350 mah faz com que o Osmall não consiga sobreviver por um dia inteiro de uso normal, necessitando ser carregado com mais frequência que outros produtos concorrentes, mas ter uma autonomia tão baixa oferece pelo menos um lado positivo que é um rápido carregamento através de uma corrente de 0.5 A que completa a carga em menos de 50 minutos.

CONCLUSÃO


O Vaporesso Osmall é um aparelho muito barato que sofre as consequências do seu custo de produção, porém as funções sacrificadas para obter o preço final não comprometem o produto como um todo, principalmente a entrega de sabor que oferece notas cristalizas e intensas em todos os líquidos testados, cuja experiência geral foi muito satisfatória.

Apesar de ser todo em plástico, não oferece uma sensação de produto barato principalmente por ter um corpo texturizado que ajuda na sensação tátil.

Ele funciona como qualquer outro POD muito mais caro do mercado e chega até a se comportar melhor quando usamos líquidos mais viscosos.

Seus pontos negativos ficam restritos à oferta de apenas um cartucho, não oferecer informação sobre o percentual de bateria e uma autonomia de carga bem baixa frente aos concorrentes.

Porém é um ótimo aparelho para iniciantes e para quem quer gastar pouco para se aventurar no mundo dos PODs e tentar parar de fumar.

Artigos relacionados

Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação. Imaginamos que você esteja feliz com isso, mas caso não queira, você pode optar por não aceitar. Aceitar Leia mais