Image default
Juices Vapor Gourmet

Análise do juice Super Freak – Radiola

Análise mega atrasada a qual peço desculpas aos meus leitores e principalmente à Radiola Juices que gentilmente enviou toda a sua coleção de sabores e amargou umas boas semanas antes desta primeira análise, alguns problemas pessoais impediram que eu pudesse publicar antes.

Começo dizendo que como esta é a primeira análise que faço de um juice da Radiola Juices, também fiz o raio-x da marca através deste artigo.

Hoje vamos falar do Super Freak, um juice com sabor bem exótico de mexerica, yakult, fanta e sorvete.

Para esta análise montei uma Juggernaut Coil de Kanthal em single coil no Pharaoh Dripper com 6/7 voltas resultando em 0.40 ohms. Wickei com Cotton Bacon no estilo Scotish Roll e utilizei no modo POWER com várias potências, ficando entre 60W e 80W, achei meu sweetspot por volta dos 65W. Das 3 aberturas possíveis de airflow, utilizei 2 entradas, todo aberto para mim perde um pouco do sabor por ter muito airflow.

De acordo com a Radiola Juices, o Super Freak é:

A experiência de vaporar um yakult de mexerica®. com delicioso sabor cítrico, exala o atrevimento da laranja e sedutoras notas de muita cremosidade. traz em seu dna a safadeza e malemolência de uma sexta feira, vulgo “dia da maldade”.

Uma coisa que notei na descrição do Super Freak é que além do Yakult, da Mexerica e da laranja, apesar de só mencionar “muita cremosidade” no site, no rótulo também temos a palavra “sorvete”, portanto devo imaginar que a base usada é um sorvete de creme, o que me deixou ansioso pois dentre as melhores essências de sorvete de creme está a “Vanilla Bean Ice Cream”, uma das minhas preferidas, portanto a chance de ser ela na receita é grande.

Começando a análise pelo aroma, é de forma impressionante idêntico ao famoso Yakult, bebida baseada em leite fermentado que você provavelmente conhece, sendo o aroma o próprio leite azedinho que faz você literalmente salivar.

Cumprindo a quota do “Vapor Aqui” também ser cultura, devo dizer que Mexerica é uma das frutas com mais sinônimos nacionais que posso me lembrar, tanto que tive que consultar o Wikipedia para lembrar de todos. Dependendo do local é conhecida como Bergamota, Tangerina, Poncã, Mandarina, Laranja-cravo, Tanja e Mimosa (alô Curitiba!).

Infelizmente devo dizer que Mexerica é uma das frutas que eu menos gosto (para não dizer que odeio), 99% das vezes que alguém me oferecer uma, eu vou negar. Talvez no deserto eu aceite uma. Simplesmente não acho graça na fruta, azeda demais, deixa um cheiro na mão que parece que nunca vai sair mesmo com banho de tinta e eu particularmente não me dou bem com frutas com caroço de qualquer tipo.

Tendo dito isso tudo isso, devo avisar que o Super Freak virou imediatamente um dos meus favoritos. Pois é.

Esqueça a descrição e a suposta receita, Super Freak é Yakult, ponto. É o juice mais parecido com a coisa real que eu já provei de todos os juices comerciais. Nem café, nem cheesecake de morango, tampouco torta de maçã, nenhuma dessas receitas faz jus à similaridade com o que deveriam representar como o Super Freak faz ao Yakult. Se fosse possível colocar Yakult no atomizador e vaporar, você não conseguiria distinguir qual é qual.

Sabendo disso, se você é humano e tem papilas gustativas, você gosta de Yakult, simples assim.

Ao inspirar você tem uma experiência bem cremosa e com uma pontinha azeda, mas é no exhale que tudo acontece, o azedo domina, a acidez aparece e a mágica da combinação da Tangerina com Laranja se confunde e mal dá pra sentir seus sabores separados, transformando este juice em Yakult puro.

A cremosidade da base de sorvete ajuda a equilibrar tudo e não descambar em algo azedo e agudo demais, é simplesmente genial.

Outro ponto a considerar é a experiência de vaporar com uma música específica de fundo, indicação da Radiola Juices que segui à risca. Vaporei ao som de Super Freak de Rick James, clássica pelo refrão “She is a Super Freak, Super Freak” com o melhor estilo que os anos 80 podiam oferecer e também com Cindy Lauper com a excelente “Girls Just Wanna Have Fun”, uma das minhas preferidas dela, que convenhamos, combina com praticamente qualquer coisa. Ambas as músicas acabam transparecendo o espírito do juice: exótico, diferente e original.

O blend de 70% VG e 30% PG é para mim o mais acertado para a maioria dos juices e o equilíbrio ideal entre vapor, viscosidade e propagação de sabor.

Eu me vi com certa dificuldade de largar este juice e vaporar outra coisa. Super Freak é diferente, é exótico e o mais importante, é um juice que eu jamais provaria normalmente por pura desconfiança de sair do lugar comum e errar. Agradeço muito à Radiola Juices por ter me enviado um frasco para análise e ter me permitido tamanha surpresa.

Curioso que sou, admito que procurei clones de Yakult na Internet com o objetivo de fazer barris deste juice, mas não há nenhuma combinação que seja remotamente parecida com o sabor do Super Freak, então esteja preparado para vender sua alma para a Radiola Juices no momento que prová-lo, todos os créditos para o juicemaker.

Muitas vezes vejo vapers procurando receitas e juices mais seguros como a eterna combinação de morango com creme ou banana e caramelo, passando por um eventual tabaco básico e o sempre garantido mentol do dia a dia, mas explorar sabores realmente diferenciados como o Super Freak podem render algumas desilusões, mas eventualmente achamos ouro e isso é uma experiência maravilhosa.

Kudos para a Radiola Juices por ter criado e desenvolvido uma receita tão única e deliciosa. Faça um favor a si mesmo e experimente o Super Freak.

Artigos relacionados

Deixe sua opinião

  • Embalagem
  • Sabor
  • Vapor
  • Experiência
  • Custo benefício

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação. Imaginamos que você esteja feliz com isso, mas caso não queira, você pode optar por não aceitar. Aceitar Leia mais

Assine nossa newsletter!

e fique ligado nas novidades

Saiba tudo o que acontece sobre o vaping no Brasil e no mundo. Seus dados não serão compartilhados e só vamos lhe avisar sobre coisas importantes e bem legais!