De acordo com pesquisadores da UCL (Colégio Universitário de Londres) quase 20% daqueles que tentaram parar de fumar na Inglaterra na primeira metade de 2017 tiveram êxito, com os cigarros eletrônicos se tornando um método mais popular no combate ao tabagismo. Em contraste, a média da década passada havia sido de 15.7%. O aumento considerável cria um efeito “bola de neve” e contamina outras camadas da população. Historicamente, os maisLEIA MAIS

Since 2009 the sales of e-cigarettes and everything related is prohibited by Brazil’s legislation defined by Anvisa’s policy RDC 46/2009 (Brazil’s regulatory agency regarding food, drugs and alcohol) which considered the research and scientific studies at that time insufficient to determined the safety of those products. This created a sad and paradoxal situation. Brazilians can own and use an e-cigarette, but cannot buy one using regular channels. That creates aLEIA MAIS

A legislação brasileira desde 2009 através da RDC 46 da Anvisa determina que o comércio de cigarros eletrônicos seja proibido no Brasil, com a justificativa de que não haviam estudos que comprovassem sua segurança. Passados 9 anos a legislação permanece a mesma, apesar de já termos uma grande quantidade de estudos científicos que comprovam que os cigarros eletrônicos são até 95% menos prejudiciais que os cigarros comuns, que não háLEIA MAIS

Só quem acompanha as redes sociais consegue ver a quantidade de relatos e testemunhos de pessoas que pararam de fumar usando os cigarros eletrônicos, pensando nisso decidi criar este mini-projeto interno para divulgar e dar maior abrangência às histórias de tantas pessoas que conseguiram abandonar o vício dos cigarros através do vaping. Caso você queira participar, mande um texto para nosso email “contato @ vaporaqui.com.br”. Sempre vamos divulgar a históriaLEIA MAIS

Com essa ousada declaração, a agência PHE (Public Health England) entidade que pode ser comparada ao nosso Ministério da Saúde, declarou no começo do ano que os cigarros eletrônicos deveriam não só ser prescritos por médicos como método antitabagismo, mas também vendidos em hospitais e com espaços reservados para pacientes vaporarem dentro das instalações. Tudo isso é abastecido por pesquisas e estudos realizados pelo Governo da Inglaterra que apontam resultadosLEIA MAIS

We have already talked superficially about heated tobacco and now we are ready to take a deeper dive into a product that is gaining strength worldwide and might one day arrive in Brazil as an option for those looking to switch to a lower risk product and alternative to conventional tobacco. Major companies like BAT (British American Tobacco, our Souza Cruz) and Philip Morris are investing in heated tobacco asLEIA MAIS

One of the main things I brought back with me from Poland when I traveled there to visit the 5th Global Forum on Nicotine was probably the knowledge that there are other solutions, apart from electronic cigarettes, for traditional smoking. This might not have changed our overall approach here at Vapor Aqui, but it has at least helped refresh it. The project has always aimed mainly at helping rid themselvesLEIA MAIS

Já tratamos superficialmente sobre o tabaco aquecido, agora chegou a hora de nos aprofundarmos no assunto que está ganhando força no mundo e pode eventualmente chegar ao mercado brasileiro, sendo uma opção àqueles que querem migrar para um produto com menos risco e alternativo ao tabaco convencional. O tabaco aquecido é a aposta das grandes empresas como BAT (British American Tobacco, a nossa Souza Cruz) e a Philip Morris, comoLEIA MAIS